Projeto: Superflash Studio, Arq.ªp. Joana Marques e Arq.ªp. Filipa Branco
Promotor: Câmara Municipal San Giuliano di Puglia
Classificação: projeto selecionado
Data do concurso: 2007

O concurso tem como objetivo a construção de um parque memorial, dedicado às vítimas de um terramoto que no ano 2000 destruiu uma escola básica, causando 27 vÍtimas entre alunos e funcionários.
O monumento escolhido para homenagear as vítimas é um labirinto de floreiras com 27 amendoeiras.
As floreiras servirão também como matriz de percursos e lugares de meditação.
A diferença altimétrica no interior da área de projeto foi o nosso primeiro guia para a interpretação de todo o espaço.
A proposta, de facto estimula a importante diferença de altura entre a superfície superior e inferior do parque.
A mesma divisão caracteriza-se pela importância intrínseca da área, que se desenvolve de cima para baixo, até chegar à área com as ruínas da escola, verdadeiro coração da intervenção.
A natureza dos factos e a sacralidade da área, hierarquiza de forma importante a nossa proposta.